Publicidade

terça-feira, 6 de julho de 2010

Quem inventou e quando foi inventado o 1º celular?

Completamente integrado ao cotidiano das pessoas, principalmente nos grandes centros urbanos, o telefone celular causou um enorme espanto há 37 anos, quando foi realizada a primeira ligação pública utilizando-se um aparelho portátil, no dia 3 de abril de 1973. Na ocasião, o pesquisador da Motorola Martin Cooper ligou para um telefone fixo diretamente de uma esquina do centro de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

O aparelho utilizado pesava cerca de um quilo e media 25 cm de comprimento por 7 cm de largura, com uma bateria que se esgotava após 20 minutos de conversa, um verdadeiro absurdo se comparado aos minúsculos telefones celulares de hoje. A inovação do início da década de 70 significou um importante avanço tecnológico em relação aos telefones móveis que vinham sendo utilizados em automóveis desde os anos 40.

A invenção, entretanto, só passou a ser comercializada 10 anos mais tarde, em 1983, quando a própria Motorola lançou no mercado mundial o modelo DynaTAC 8000X. Apesar do alto preço inicial, cerca de quatro mil dólares, o aparelho foi rapidamente aceito pelos consumidores, que chegaram a se inscrever em listas de espera com milhares de nomes.

A explosão imediata do consumo gerou uma severa disputa entre as empresas de telefonia, que passaram a investir pesado em busca de avanços tecnológicos que possibilitassem o aumento da qualidade e da quantidade de serviços e produtos, sempre tendo em vista a redução do custo final.

A busca incessante por novidades que atraíssem os consumidores fez com que o mercado de telefones celulares se tornasse um dos mais competitivos do mundo, demandando não só pesquisas de produtos, mas um grande investimento em marketing. Hoje, as empresas do setor - tanto fabricantes de aparelhos quanto concessionárias de telefonia - estão entre os principais anunciantes do mercado publicitário mundial.

Do tijolo ao satélite - O telefone celular, como resultado deste processo, passou a ser algo mais acessível, independentemente da classe social ou região geográfica das pessoas, e ao mesmo tempo incorporou funções que extrapolam a simples transmissão de voz.

Nos últimos 20 anos, o que antes era pesado, robusto e cinza-escuro tornou-se um objeto atraente, leve, com uma imensa variedade de cores e modelos, adequando-se ao gosto do mais exigente consumidor. O antigo "tijolão" deu lugar a um novo tipo de aparelho que extrapola o conceito de telefone e mais se assemelha a um pequeno computador de bolso.

Atualmente, são oferecidos serviços que vão do simples envio de mensagens escritas à recepção de filmes e programas de TV, passando por câmeras digitais, teleconferências, acesso à internet, noticiários, troca de arquivos de computador e a incorporação de sistemas de telelocalização, com a utilização de receptores GPS - Global Positioning System (Sistema de Posicionamento Global), que permitem a definição da posição geográfica da pessoa através de uma rede de satélites, com uma margem de erro de menos de um metro.


Fusão de telefone e rádio

O surgimento do celular é um capítulo da história do telefone, mas está mais ligado à invenção do rádio. O telefone, criado pelo escocês Alexander Graham Bell em 1876, foi inspirado pelo telégrafo, criado em 1835 e que conseguia transmitir mensagens entre pontos distantes. Acontece que as informações vinham em códigos e não em sons.

Graham Bell conseguiu adaptar a tecnologia transmitindo a voz através de um fio. Porém, com os primeiros aparelhos não era possível falar e ouvir ao mesmo tempo. Este feito só foi conseguido mais tarde pelo americano Thomas Edison.

Paralelamente, em 1888, o alemão Heinrich Hertz conseguiu produzir as primeiras ondas de rádio e descobriu a possibilidade de transmitir informações pelo ar através destas ondas. Esta descoberta foi fundamental para a invenção do próprio rádio como meio de comunicação, mas propiciou também que fosse realizada a primeira ligação telefônica entre dois continentes, em 1914, e a criação do telefone sem fio em 1967. Elementos fundamentais para se chegar ao celular em 1973.

2 comentários:

  1. Meu amigo leia o texto antes de postar. 1973 foi há 37 e não 31 anos. Mesmo assim, a informação é muito interessante.

    ResponderExcluir
  2. O que seria de mim se não fosse vocês leitores. Obrigado

    ResponderExcluir